Seja bem-vindo(a), Faça login

Nossa História

 

Trabalho desde os 14 anos. Já fui recepcionista, assistente de produção de projetos culturais, produtora de eventos, entre outras funções. Aos 18 anos entrei na faculdade de comunicação social e passei por áreas que vão do marketing à redação e criação. Meus primeiros passos no empreendedorismo se deu em 2013 (tinha 22 anos), quando, em colaboração com uma amiga, iniciamos uma pequena agência de gestão de redes sociais e desenvolvimento de marcas. No mesmo ano engravidei, e a vida tomou outro rumo, mas já já vamos voltar para essa parte. Paralelamente a essa jornada de trabalhos, também experienciei uma jornada de muito aprendizado onde juntei minha paixão por viajar e arte criativa. Vendia os produtos que produzia (bolsas e brincos de couro costuradas por mim) para poder continuar viajando, e também comprava e revendia roupas para as meninas do meu bairro ou em grupos do facebook. Uma hippie workaholic, é um termo que acabei de inventar e que talvez me classifique, já que me classificar em alguma coisa sempre foi meio difícil. Nesta época a história da Giraflor já tinha iniciado, mas eu ainda não tinha me dado conta.

 

Quando meu filho tinha 4 meses decidi voltar a trabalhar em agência de publicidade, período em que passei por diversas transformações pessoais, sendo este um divisor de águas na minha vida. Eis alguns motivos:

Desde a gravidez me deparei com diversos desafios que nós, mulheres, já enfrentamos no dia a dia dentro de nossa estrutura social, e digo isso com plena consciência dos meus privilégios. Estes desafios foram somados aos da maternidade e, posteriormente, aos da maternidade solo. Me vi de frente com diversas situações de preconceitos e dificuldades nunca vividas antes, frustrações com expectativas sociais em relação a ser mãe, esposa e mulher. A partir destas experiências, rompi inúmeras barreiras internas na intenção de conduzir minha vida e criar meu filho, foi quando descobri termos como empoderamento materno, maternidade ativa, educação positiva, empreendedorismo materno, entre outros que transformam a vida de mulheres todos os dias. Iniciei assim uma jornada de auto-cuidado, entendi a importância do amor próprio, da auto-cura e empoderamento pessoal, e tudo isso trouxe a tona duas de minhas grandes paixões: moda e natureza (que dentro da marca trago na sustentabilidade). Assim, em novembro de 2015, nasceu a GIRAFLOR.

 

A marca teve seu início nas ruas. Expus minhas primeiras peças em espaços públicos. Me mudei para a região serrana do Rio de Janeiro com meu filho e lá conheci a Celminha, uma costureira muito especial com a qual aprendi lições valiosas sobre costura e modelagem. Durante um ano e meio percorria diariamente 35 minutos em uma estrada de terra para chegar até a casa da Celma, onde passávamos horas trabalhando. Todos os finais de semana eu expunha e vendia nossa produção de roupas na praça da pequena cidade. Decidi então abrir um perfil do Instagram para a marca, dando início aos trabalhos de comunicação, ensaios fotográficos e construindo quem e somos como marca.

 

 

Com o alcance das redes sociais, a Giraflor recebeu um convite para compor o acervo de uma loja colaborativa em um shopping de São Paulo. Aceitei o desafio, e Celminha e eu trabalhamos como nunca. Minhas idas à São Paulo eram com o carro recheado de peças produzidas e voltava com ele entulhado de tecidos e matéria prima, só deixava espaço para a cadeirinha do Theodoro, meu filho. Viajávamos assim, Theo e eu, por 553 km, e, chegando na casa da Celma, me lembro aquele monte de tecidos pelo chão. Com a marca tomando forma e crescendo, as novas demandas de trabalho somadas às demandas do pequeno que também crescia, em março de 2017 decidi então retornar para São Paulo, onde a empresa começou a se estruturar de forma mais sólida.

 

Naquele ano lançamos nosso site, direcionando o foco da marca para a venda online. Iniciamos a contratação de novos colaboradores e a empresa deu seus primeiros grandes passos, foi rápido porém muito trabalhoso.

 

É lindo ver o quanto caminhamos e crescemos, hoje contamos com um pequeno grupo de costureiras, assistentes de marca e vendedoras, contribuindo assim com a renda de outras famílias. Somos 100% locais desde a matéria prima até nossa produção. Nosso pequeno time de escritório garante habilidade e segurança para atender nossas clientes online com uma logística que funciona. Nossas peças são de excelente qualidade, pois nunca deixamos de ter os cuidados que sempre tivemos desde o início (da época que eu dirigia horas e horas de estrada com o carro cheio de tecido e batalhava por um produto diferenciado). 

Hoje, posso dizer que continuo amando o que fazemos na Giraflor. Temos a sustentabilidade e a moda limpa unidos como pilar da marca, e ainda nos mantemos em busca por aprimoramento constante.